Será que fazer marketing hoje em dia ainda é do mesmo jeito que se fazia antes? Será que empresas como Uber, Air BnB, Drop Box e Google seguem os livros tradicionais de marketing ou operam pelas mesmas regras?

Estas e outras questões, Tiago Flores Dias, CEO da KAIZEN Marketing Digital, abordou em sua palestra no Google I/O Extended Porto Alegre 2018, evento que aconteceu no último sábado, 2, na Unisinos, em Porto Alegre-RS. Em sua apresentação "Growth Hacking – Como uma Mentalidade Disruptiva Pode Alavancar o Seu Negócio", Tiago falou sobre o cenário de transformação do Marketing pela revolução das startups do Vale do Silício e como elas determinaram mudanças que afetaram todos negócios no mundo.

Palestra de Tiago Flores no Google I/O Extended POA.

O termo Growth Hacking é fácil de ser entendido quando se analisa o significado das palavras Growth (crescimento) Hack (algo como brecha/oportunidade). Ou seja, buscar oportunidades para o crescimento. Na prática, foram debatidas técnicas e inovações para que o negócio do cliente cresça de forma ágil utilizando estratégias de marketing, principalmente análise de dados e melhorias no produto. A Kaizen é uma agência inovadora e a primeira do Brasil a utilizar as técnicas de Growth Hacking para alavancar os negócios do cliente. 

"Nesta oportunidade, pudemos mostrar o quanto é essencial entender quais são as métricas que de fato determinam o crescimento do seu negócio, ao invés de métricas de vaidade. Vimos também como a retenção dos consumidores é mais importante do que a atração de novos usuários em si. Isso auxilia até a propiciar um maior crescimento orgânico", destacou Tiago Flores Dias.

Para manter uma prática de Growth Hacking na sua empresa ou na de seus clientes, é preciso, principalmente, não estagnar. Contar com a atuação de profissionais que entendam de processos, metodologias de marketing, tecnologia e comportamento do consumidor. De posse desse embasamento, é preciso identificar quais são os possíveis gatilhos que irão acelerar o seu produto ou negócio. De maneira experimental, porém científica, se constrói uma espécie de funil, semelhante ao de vendas. O foco, porém, concentra-se muito mais em achar maneiras para garantir a retenção do consumidor.

 

Tiago Flores Dias
Tiago Flores Dias Sobre o(a) autor(a)
Consultor de Marketing Digital, Growth Hacker e Empreendedor com mais de 18 anos de experiência de mercado, apaixonado por inovação e líder de uma das maiores agências de marketing digital de performance do país.

Siga-me


cadastre-se e receba novidades