CONSULTE UM DOS
NOSSOS ESPECIALISTAS
SEM NENHUM CUSTO

Se por um lado o avanço da internet através da revolução web 2.0 tornou viável aplicativos complexos e novas formas de interação dentro da internet, até o advento das redes sociais na internet não tínhamos ferramentas que possibilitassem a identificação clara das pessoas tal qual temos hoje no mundo real.

As redes sociais surgem como o ambiente perfeito para que as pessoas se relacionem de todas as formas possíveis, elevando o patamar dos relacionamentos digitais para o mais próximo possível da realidade.

Entendendo as Redes Sociais

As redes sociais são tão boas quanto as pessoas são, quanto mais os usuários aderem as redes como a do Facebook que hoje já conta com mais de 1 bilhão de usuários no mundo, sendo destes mais de 70 milhões só no Brasil, mais se torna necessário estar presente ativamente dentro delas, mas como expressar a sua marca em um ambiente onde a ultima coisa que o usuário quer é conversar com a sua empresa?

Não se assuste com isto, pessoas estão nas redes sociais para falar com pessoas e compartilhar experiências e sentimentos pessoais, muitas vezes sem se importar muito com quem esta vendo isto tudo, ao mesmo tempo que sentem uma misteriosa necessidade da aprovação através de um simples "curtir", a cultura do selfie é o máximo expoente que comprova isto.

As redes sociais são o reflexo do que os grupos sociais são no mundo real, se você compartilhar a foto de um cachorrinho terá um engajamento grande positivo e por vezes até negativo, mas nada disto estará transmitindo o conteúdo da sua marca para o consumidor e consequentemente não haverá ganhos em reconhecimento de marca ou vendas.

O trabalho da sua marca é compreender quais os assuntos que realmente interessam aos usuários ao mesmo tempo que transmitem os valores que você quer transmitir para que a venda dos produtos e captura dos clientes aconteça praticamente de forma natural.

As Redes Sociais não são algo isolado do resto do mundo

Com o crescimento assustador da mobilidade não se trata mais de falar sobre o usuário online e sim do usuário no contexto online recebendo estímulos externos o tempo todo e estes estímulos influenciando nos conteúdos dentro das redes sociais. As pesquisas de segunda tela realizadas pelo Ibope no Brasil ja dão conta de que 76% dos usuários de internet no Brasil acessando a internet enquanto assistem televisão e que 54% destes realizam algum tipo de comentário sobre o assunto que estão assistindo nas redes sociais.Logo faz parte do planejamento e produção do conteúdo relevante para as redes sociais observar o que acontece no mundo e principalmente nas outras mídias para estar falando da coisa certa no momento certo.

Entender a sua audiência e produzir conteúdo relevante

Não existe marca politicamente incorreta nas redes sociais ao menos que só queira se relacionar com pessoas que valorizem este tipo de comportamento, entender a linguagem e o conteúdo da sua marca nas redes sociais é entender quem é seu público alvo e produzir o algo que realmente gere engajamento manifestado através de ações como curtir, compartilhar ou comentar.

Não insista em ofertas repetidas e conversas unilaterais sobre produtos

Você poderá apresentar um milhão de vezes a oferta do dia que o alcance dela não irá gerar resultado algum pois a postagem não terá a força das multidões para se espalhar e alcançar um grande número de consumidores.

Na era do storytelling e da transmídia, contar boas histórias e relaciona-las aos seus produtos de forma sútil sempre será a melhor solução para alcançar bons resultados de venda nas redes sociais, somente um conteúdo pensando em pessoas e não em produtos poderá dar resultado.

O Sac Virtual e o Medo do Cliente Mal Atendido

Nem todo ação de resposta nas redes sociais será positiva e representará que você esta indo bem, muitas vezes poderá ser um estopim de um crise a ser gerenciada, como o típico caso de um cliente insatisfeito que transforma a sua página do facebook em um SAC.

Neste caso não existe outra forma de agir a não ser estar preparado tanto para gerenciar o caos quanto a ordem, não fugir de assuntos polêmicos e demonstrar o tempo todo que esta disposto a solucionar problemas.

Afinal a empresa confiável não é aquela que não erra e sim aquela que ouve seus clientes.

Métricas de Engajamento e Consumo nas Redes Sociais

Imagine-se no lugar de um corredor profissional que sonha com o ouro olímpico, o que é preciso saber para poder vencer esta corrida?

Qual foi o tempo da ultima pessoa que venceu? Quantos quilos ela pesava? Quantas horas ela treinava? As métricas servem como uma ferramenta fundamental de apoio a tomada de decisões melhores nas redes sociais.

Mensurar o resultado das suas ações nas mídias sociais é de vital importância, além de ter se tornado extremamente fácil com todas as ferramentas que as plataformas de redes sociais como o Facebook oferecem.

Você primeiramente deve entender que toda interação: clique do usuário, historias compartilhadas são consideradas engajamento, toda ação direta é considerada também consumo de conteúdo, parece simples distinguir mas não é, inclusive é assunto bem polêmico, mas o que importa disto tudo para sua empresa é que:

A relação entre comentários positivos, clicks e acessos ao conteúdo da sua postagem determinam o quanto o conteúdo produzido por você é bom e relevante para sua audiência, desde que as pessoas que estejam fazendo isto sejam as pessoas que você realmente quer atingir e para isto não existe melhor filtro do que a qualidade e direcionamento do conteúdo

Soluções de Publicidade no Facebook

É sabido que o facebook vem diminuindo cada vez mais o alcance orgânico das publicações mas até onde isto é ruim?

Diminuir o alcance para apenas as pessoas que realmente se engajam com o conteúdo é uma forma de limpeza que tira o alcance para aqueles que simplesmente não tem interesse pelo assunto da sua empresa e somente por promoções de compartilhamento sem conteúdo. Ganhe isto, concorra aquilo, isto não é conteúdo base para uma página no facebook, somente em determinado momento e para determinada audiência isto fará algum sentido.

O poder de segmentação da plataforma permite que você utilize inúmeros recursos de segmentação que incluem: cidade, país, estado, sexo, idade e agrupamento de interesses, isto permitirá que você alcance pessoas que se parecem muito com os seus consumidores mas não irá assegurar que eles sejam seus consumidores, o seu conteúdo é que irá determinar isto.

Shama Kabani chama isto de atração mas eu prefiro chamar de casamento dentro do pensamento de Seth Godin, pois é isto o que é, um perfeito casamento entre o conteúdo certo e as pessoas certas.

Neste ponto, no ponto de gerar vendas efetivas através de uma audiência efetivamente qualificada e fiel é que deve atuar a força de venda no facebook.

Quando você promove uma publicação de produto para a audiência que já é fã da página no facebook uma promoção você esta efetivamente oferecendo um proposta válida para pessoas que já foram atraídas pela sua marca, dentro do facebook toda estratégia de publicidade direta e interruptiva gera acessos sem conversão e desperdício de mídia, aprenda a utilizar o máximo desta plataforma e comece logo a gerar os resultados que você tanto almeja.

 



cadastre-se e receba novidades