CONSULTE UM DOS
NOSSOS ESPECIALISTAS
SEM NENHUM CUSTO

Quem nunca desistiu de abrir um site porque o carregamento estava muito lento ou até mesmo indisponível?

Se informação é o primeiro passo para chegar a qualquer cliente, problemas como estes, inevitavelmente diminuirão o seu tráfego e consequentemente sua conversão de leads, mas como evitá-los? Essencialmente escolhendo uma boa hospedagem para seu website.

Hospedagem de site é um serviço de armazenamento e disponibilização em tempo integral de websites previamente desenvolvidos, oferecidos por empresas que vendem espaços e recursos complementares em seu servidores.

Existem três tipo de hospedagem:

Compartilhada: tipo mais comum, é ideal para websites pequenos. Oferecem planos compartilhados, a baixo custo  e com recursos suficientes para um bom desempenho.

VPS: recomendado para sites com milhares de visitas diárias, de médio porte. Ele possui recursos de configurações avançados e o processador e memória RAM são individuais.

Dedicada: o preço é alto, mas possui inúmeras possibilidades de configurações, grande capacidade de processamento, armazenamento, memória e rede. Indicada para grandes sites.

Depois de escolher o melhor tipo de armazenamento para sua empresa, é preciso decidir o melhor serviço de hospedagem.

Confira sete dicas que vão ajudar sua empresa a escolher a melhor hospedagem de website:

1. Disponibilidade

Ter disponibilidade garantida é o principal ponto a ser considerado, afinal, de nada adianta desenvolver um website de qualidade se os seus clientes não podem acessá-lo porque ele sai do ar o tempo todo.

2. Tecnologia

O desenvolvimento de um website é personalizado e diz muito sobre sua empresa, no entanto, existem diversas tecnologias que podem ser empregadas nesse processo. Certifique-se que o serviço de hospedagem é compatível  com a programação da sua página, ou correrá o risco de descaracterizá-la.

3. Tenha noção de espaço

O Wordpress costumeiramente é a plataforma mais escolhida, no entanto quanto mais conteúdo for produzido, maior ele ficará. Saber exatamente o espaço que será utilizado pode ser difícil, mas traçar uma estimativa evitará uma mudança futura de plano de hospedagem.

4. Limitação de tráfego

Quando você contrata um provedor, o serviço vem com um limite de transmissão de dados previamente estipulado, que se for ultrapassado, poderá tirar seu site do ar ou gerar uma cobrança extra que pode não ser barata.

5. Suporte

Erros podem acontecer independente do serviço contratado ou do preço. Um bom plano de hospedagem precisa oferecer suporte em tempo integral, além de ter um atendimento qualificado.

6. Latência

O tempo de resposta ou a latência, é calculada a partir do momento que o usuário solicita a visita no seu site. Se ele demorar para carregar, é bem provável que ele desista e busque seu concorrente. Na web existem vários sites, como Pingdom, que medem a velocidade.

7. Pagamento

O preço é sempre um diferencial a ser considerado. Alguns planos concedem descontos dependendo do tempo de contratação e recursos oferecidos. Avalie as necessidade do seu website e o custo benefício do serviço.



 



cadastre-se e receba novidades