CONSULTE UM DOS
NOSSOS ESPECIALISTAS
SEM NENHUM CUSTO

Informação se encontra em muitos lugares, mas em nenhum de forma tão prática e rápida, quanto na internet. A velocidade é uma das principais características desse serviço e com inúmeras opções de fontes, os websites para atraírem os usuários e retê-los devem oferecer conteúdo de qualidade e rodar com perfeição, afinal, na era do imediatismo, ninguém vai esperar uma página carregar por mais de 5 segundos.

Para te ajudar, separamos 10 dicas que vão tornar seu site mais rápido:

Remova os bytes desnecessários

Reduza o tamanho do seu código eliminando os espaços em branco, recuo e quebras de linha. Você pode fazer isso manualmente ou usar alguns programas específicos para isso que existem na internet como, por exemplo, o YUI Compressor para CCS,  ou o Closure Compiler e o JSMin, que compactam o código Javascript.

CSS externo

Estilos codificados dentro das próprias páginas deixam o site desorganizado porque são baixados toda vez que alguém as acessa, enquanto um arquivo em CSS externo é baixado só uma vez no desktop do visitante.

Imagens

Imagens com grandes dimensões demoram para carregar, assim como um grande volume de imagens. Se forem extremamente necessárias, escolha as menores possíveis ou opte por comprimí-las para que fiquem em um tamanho acessível sem perder a qualidade. Isso pode ser feito no photoshop ou com algumas ferramentas disponíveis na web que permitem esse tipo de otimização.

Outra dica é colocar as dimensões de altura e largura das imagens no HTML, assim o navegador vai lê-las mais rapidamente.

Sprite

O CSS possui um recurso que permite compilar várias imagens de um website em uma só e depois manejá-la com o código, o que diminui consideravelmente o número de requisições ao servidor.

Carregamento por demanda

Outra técnica que pode ser usada é o On demand image loading, que carrega as imagens de acordo com o rolamento da página. Dessa forma, somente uma parte do conteúdo fica visível, e como o carregamento é fragmentado, ele é mais rápido.

Tabelas

Tabelas HTML embaralham o browser, dificultando o carregamento da página. Prefira os lasers CSS que funcionam melhor e sem interferir na velocidade.

Corte recursos secundários

É claro que você quer que seu website seja o mais completo possível, mas de nada vai adiantar se o usuário se cansar antes de ver todas as opções que ele oferece. Recursos secundários como murais, previsão do tempo, abas e chats, devem ser cortados, a não ser que sejam imprescindíveis a sua proposta, ou então divida as páginas com excesso de conteúdo.

 

Mídias

Prefira elementos que só rodam quando o play é acionado, como vídeos por exemplo. Animações e mídias alternativas em Flash ou QuickTime, que carregam automaticamente com a página, podem não ser tão relevantes e se tornar um peso desnecessário.

Links

Ter links para o perfil da empresa nas redes sociais no website é um ótimo recurso para aumentar o engajamento, mas links para sites de terceiros, como o linkedin ou facebook, por exemplo, podem deixar a página lenta caso a referência para eles esteja no começo do código da página. Não elimine os links, apenas os reposicione para o final, assim, não correrá o risco do restante dos elementos da página ficarem presos na fileira antes de serem carregados.

CloudFlare

O CloudFlare é uma rede de entrega de conteúdo que possui um sistema de distribuição de páginas através de vários servidores espalhados pelo mundo. Ele possui um otimizador do código HTML , CSS e JavaScript, que comprime e reduz os arquivos dos sites, otimizando a versão final para os usuários.

Para usar o serviço basta se cadastrar na plataforma e configurar o domínio.

 

 



cadastre-se e receba novidades